Publicidade

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016 aprendizagem, Educação e Tecnologia, Ensino Superior | 11:39

Videoaula sobre a fundação do Rio de Janeiro

Compartilhe: Twitter

Na educação contemporânea, o uso de videoaulas tende a se tornar cada vez mais comum e desejável. Na verdade, conteúdos multimídia, que vão muito além da vertente vídeo, passam a ser de uso corriqueiro, contribuindo enormemente com ampliação da aprendizagem.

A cidade do Rio de Janeiro comemorou no ano passado 450 anos de sua fundação. A história pode ser contada a partir de Estácio de Sá, sobrinho de Mem de Sá, terceiro governador-geral do Brasil. Ele foi nomeado por Dona Catarina, Rainha de Portugal, capitão de armada com a missão específica de expulsar os franceses da costa brasileira.

Estácio aporta na Bahia ao final de 1563 e depois, passando pelo Espírito Santo, chega ao litoral do Rio de Janeiro. Frente aos conflitos intensos com os índios, Estácio desloca-se inicialmente para São Vicente, onde fica em torno de nove meses, à espera de reforços vindos dos padres Manuel da Nóbrega e José de Anchieta.

Em 01 de março de 1565, Estácio de Sá e sua frota desembarcam em definitivo entre os morros Cara de Cão e Pão de Açúcar, onde fundam a cidade do Rio de Janeiro, dispostos a acabar com o domínio de mais de uma década dos franceses na região.

Os índios tamoios, aliados dos franceses, imediatamente atacam os portugueses recém-chegados. Somente dois anos depois, com reforços enviados por Mem de Sá, os portugueses consolidam seus domínios, contando com o apoio dos índios termiminós, inimigos dos tamoios. Porém, ao longo deste processo de conquista, o pioneiro Estácio de Sá é ferido mortalmente por uma flecha que lhe vazou um olho na Batalha de Uruçu-mirim, vindo a falecer um mês depois do incidente, provavelmente por septicemia decorrente do ferimento.

O nome Estácio de Sá estaria a partir daí marcado para sempre na história, eternizado como fundador daquela que viria a ser conhecida mundialmente como Cidade Maravilhosa. Cidade esta que seria depois capital do país e também estendendo sua denominação ao estado que até hoje a abriga.

O projeto de 1973 do Monumento a Estácio de Sá é de autoria de Lúcio Costa renomado arquiteto com obras de destaque no Rio de Janeiro e também autor do plano piloto de Brasília. Trata-se de uma construção com uso de pedras típicas do Rio de Janeiro, parecendo ser granito, tendo ao centro um obelisco também de granito. O obelisco que se inicio no subsolo, passa por sobre uma laje entremeada de vigas de concreto, laje esta que faz teto para o subsolo, e piso para a base do monumento, um pouco elevada e acima do solo do Parque ou Aterro do Flamengo.

Esta história é contada na videoaula que é parte integrante da Disciplina “Bases Físicas para Engenharia”, no tema “Método Científico”. Ela foi gravada no Memorial Estácio de Sá, no Aterro do Flamengo e pode ser assistida via o link abaixo:

http://portaldoaluno.webaula.com.br/cursos/O03473/Aula1/___A/01BasesFisicas.mp4

Bom proveito a todos.

Autor: Tags: