Publicidade

quinta-feira, 10 de setembro de 2015 Educação e Tecnologia, Inovação e Educação | 23:41

Estácio de Sá e histórias de pioneirismos

Compartilhe: Twitter

Este ano a cidade do Rio de Janeiro comemora 450 anos de sua fundação. Quem reclama, com razão, da sensação do convívio com a violência hoje em dia, talvez não consiga imaginar o nível das lutas que marcaram os períodos próximos ao ano de 1565, ano de fundação da cidade, envolvendo portugueses, índios e franceses.
Nossa história começa quando Estácio de Sá, sobrinho de Mem de Sá, terceiro governador-geral do Brasil, foi nomeado por Dona Catarina, rainha de Portugal, capitão de armada com a missão específica de expulsar os franceses da costa brasileira.
Estácio aporta na Bahia ao final de 1563 e depois, passando pelo Espírito Santo, chega ao litoral do Rio de Janeiro. Frente aos conflitos intensos com os índios, Estácio desloca-se inicialmente para São Vicente, onde fica em torno de nove meses, à espera de reforços vindos dos padres Manuel da Nóbrega e José de Anchieta.
Em 01 de março de 1565, Estácio de Sá e sua frota desembarcam em definitivo entre os morros Cara de Cão e Pão de Açúcar, onde fundam a cidade do Rio de Janeiro, dispostos a acabar com o domínio de mais de uma década dos franceses na região.
Os índios tamoios, aliados dos franceses, imediatamente atacam os portugueses recém-chegados. Somente dois anos depois, com reforços enviados por Mem de Sá, os portugueses consolidam seus domínios, contando com o apoio dos índios termiminós, inimigos dos tamoios. Porém, ao longo deste processo de conquista, o pioneiro Estácio de Sá é ferido mortalmente por uma flecha que lhe vazou um olho na Batalha de Uruçu-mirim, vindo a falecer um mês depois do incidente, provavelmente por septicemia decorrente do ferimento.
O nome Estácio de Sá estaria a partir daí marcado para sempre na história, eternizado como fundador daquela que viria a ser conhecida mundialmente como Cidade Maravilhosa. Cidade esta que seria depois capital do país e também estendendo sua denominação ao estado que até hoje a abriga.
Mas não foi somente aí que o nome Estácio e marcas de pioneirismo estiveram associados. Entre tantas organizações que depois fizeram jus a esta bela história e ao uso da denominação, cabe destacar uma delas que neste mesmo ano de 2015 se orgulha de completar 45 anos. A hoje Universidade Estácio de Sá é uma das maiores e mais importantes do país, seja em número de alunos, em evidências de pioneirismo em sua área e, especialmente, em termos de efetivo potencial para cumprir sua maior missão educacional, ou seja, levar educação superior de qualidade para muitos.
A Estácio nasceu no bairro do Rio Comprido, em 1970, fundada por Dr. João Uchôa Cavalcanti Neto, incialmente como faculdade de Direito, transformada posteriormente em universidade em 1988. Atualmente, passados 45 anos, fruto do pioneirismo de seu fundador e dos esforços de todos aqueles que lhe sucederam, a Universidade Estácio de Sá é a matriz do Grupo Educacional Estácio, presente praticamente em todo o país, atingindo mais de meio milhão de matrículas, atendidos por quase dez mil qualificados docentes e cinco mil competentes gestores.
A Estácio atua em todas as áreas de graduação e pós-graduação, tanto na modalidade presencial como a distância, contando também com reconhecidos cursos de mestrado e doutorado, todos com avaliações positivas pelo MEC. Entre as principais missões da Estácio está romper a falsa dicotomia entre prestar atendimentos de qualidade e fazê-lo para muitos. Em geral, para infortúnio do país, quando oportunizamos acesso de qualidade o fazemos, como regra, para poucos e quando atendemos muitos, quase que inexoravelmente, incorporamos má qualidade. A Estácio nasceu, e assim permanece até os dias de hoje, com a tarefa de quebrar este paradigma, harmonizando e conjugando qualidade e quantidade.
Para a comunidade educacional Estácio, que pretende desta forma honrar o nome do fundador do Rio e de seu próprio fundador, a tarefa principal é fazer uso da criatividade e do espirito pioneiro que lhe marcam o nome para viabilizar um empreendedorismo inovador que garanta produtos e serviços que propicie qualidade para todos.

Autor: Tags: